Você sabia que seu bebê também pode ajudar na revolução sustentável

Com algumas ideias simples, podemos ajudar, desde o nascimento, a diminuir nossa pegada no meio ambiente

O aquecimento global, o buraco na camada de ozônio, a diminuição das florestas, a poluição do ar, a poluição dos mares, as pilhas e pilhas de lixo descartadas todos os dias. Esses são alguns dos problemas enfrentados pelo nosso planeta diariamente, em geral, pelo despreparo e pela falta de sustentabilidade que a espécie humana adotou durante o seu desenvolvimento como civilização.

E embora pareça um cenário sem volta, isso pode ser revertido. Todos os dias surgem novas ideias, métodos e programas de sustentabilidade para minimizar o nosso impacto na ecologia da Terra e propiciar um futuro digno e limpo para as novas gerações. E sabia que até mesmo na hora de criar um bebê esse impacto na terra pode diminuir?

É de se notar, por exemplo, a quantidade de lixo, plástico e descartáveis gerados ao criar uma nova vida. E trazer alternativas sustentáveis nessa fase da vida, assim como nas outras, traz uma série de movimentos positivos ao planeta e também aos nossos filhos.

Pensando em alternativas ecológicas para o cotidiano, separamos algumas dicas que podem minimizar o impacto no meio ambiente e criam momentos de intimidade com o bebê. Confira:

Fraldas

Com a evolução de materiais e de tecnologia do setor, foram introduzidas as fraldas descartáveis. No entanto, ainda que sejam práticas, elas são feitas de materiais que não são lá muito amigáveis ao meio ambiente, uma vez que podem levar até 450 anos para se decompor.

A solução, portanto, foi a volta do uso de fraldas de pano reutilizáveis, mas com mais tecnologia envolvida para um melhor aproveitamento. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, não é preciso lavar a fralda na mão, imediatamente após a troca. As novas fraldas podem ser acumuladas, pré-lavadas e depois lavadas na máquina junto das roupinhas do bebê, pois possuem tratamentos e tecnologia antiodor e bactericida.

E a parte mais interessante desse processo é que o uso de fraldas reutilizáveis pode gerar uma economia de até 12 mil reais e evitar, ao longo de dois anos, que mais de três mil fraldas sejam jogadas no lixo e levadas a aterros sanitários.

Cuidado com o enxoval

Ter um bebê é emocionante, e já se sabe que os novos papais querem um pouco de tudo: roupas, mantinhas, brinquedos, sapatinhos, entre outras coisas. Contudo, esse é justamente um dos problemas, pois muitas vezes há um exagero no consumo, que leva a ter coisas que o bebê pode acabar nem usando.

Ficar atento à época do ano que o bebê vai nascer ajuda a evitar compras desnecessárias, como tamanhos de roupinhas de recém-nascido na estação errada. Assim, deixar para comprar o enxoval perto do final da gravidez ajuda a fazer compras mais conscientes e mais eficientes, o que evita o desperdício.

Móveis

Até mesmo o berço pode ser mais ecológico, e muitos dos modelos que existem no mercado possuem detalhes em plástico, que dificilmente será decomposto de forma rápida. Uma opção é adotar um berço ecológico, feito 100% de madeira reaproveitada ou de reflorestamento.

Outra opção que sempre é viável é apelar para familiares, amigos e brechós para acessórios de segunda mão. É muito provável que você conheça alguém com um berço parado esperando um novo bebê para dormir nele. Caso seja necessário comprar esse ou outros equipamentos, como andadores, bebê conforto ou carrinhos, vale dar preferência aqueles que são multifuncionais ou adaptáveis para crianças de várias idades, aumentando o tempo de uso do objeto.

Portal de notícias atualizado diariamente para você. Nossa curadoria de conteúdo é pensada exclusivamente para informar e entreter nossos leitores diários. Tenha a certeza de que em nosso portal de conteúdo, você terá sempre a melhor fonte de informação a sua disposição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 3 =