O que é Sustentabilidade Ambiental?

O que é sustentabilidade ambiental e por que ela é importante para o mundo? O bem-estar humano está intimamente ligado à saúde do meio ambiente. Em todo o mundo, 24% das mortes podem ser atribuídas a fatores ambientais evitáveis, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. 

As pessoas precisam de ar puro para respirar, água fresca para beber e lugares para viver livres de substâncias tóxicas e perigos.

Para as empresas, significa comprometer-se com práticas ambientalmente sustentáveis ​​para ajudar a construir comunidades prósperas e garantir o potencial de crescimento futuro.

No geral, o que é sustentabilidade ambiental?

O ambiente natural fornece muitos recursos que as pessoas usam em suas vidas cotidianas. O ambiente é usado para cultivar, obter água, colher madeira, mineração minerais e metais e produzir energia. No entanto, o uso excessivo desses recursos pode fazer com que eles se esgotem, limitando nossa capacidade de usá-los no futuro.

O que é sustentabilidade ambiental? Quando as pessoas falam sobre sustentabilidade, elas estão falando sobre a gestão responsável dos recursos naturais para que eles ainda estejam disponíveis no futuro. 

Isso inclui limitar o uso de recursos naturais e protegê-los da degradação. Por exemplo, a água doce pode ser sustentada reduzindo o uso excessivo de água e impedindo que os poluentes entrem no abastecimento de água.

A sustentabilidade ambiental é a responsabilidade de conservar os recursos naturais e proteger os ecossistemas globais para apoiar a saúde e o bem-estar, agora e no futuro, agora quando alguém te perguntar o que é sustentabilidade ambiental você já sabe a resposta. 

Como muitas decisões que afetam o meio ambiente não são sentidas imediatamente, um elemento-chave da sustentabilidade ambiental é sua natureza voltada para o futuro.

Regulamentos ambientais

Os padrões de sustentabilidade ambiental variam muito, com base nas condições econômicas, sociais e ambientais locais. 

Os regulamentos são muitas vezes estabelecidos a nível federal. Por exemplo, a Agência de Proteção Ambiental do país regula tudo, desde poluentes do ar até refrigerantes e gerenciamento de resíduos perigosos. 

Também estabelece padrões para a qualidade do ar, água, solo, habitats da vida selvagem e emissões de carbono, e aplica esses padrões com penalidades monetárias e ações legais. 

Os governos estaduais e locais também podem criar diretrizes mais rigorosas. Por exemplo, cidades como Madri e Paris estão começando a estabelecer limites para veículos a diesel e modelos de carros mais antigos e menos eficientes em termos de combustível.

No entanto, pesquisas indicam que um conjunto mais amplo e global de regulamentações ou um maior compromisso das próprias empresas pode ser necessário para alcançar a sustentabilidade ambiental. 

Um estudo apresentado na Harvard Business Review mostra que as empresas multinacionais limitam efetivamente as emissões onde as regulamentações ambientais são rígidas, mas podem emitir mais em países com diretrizes mais brandas.

Crescimento Econômico e Sustentabilidade Ambiental

As empresas têm claramente a responsabilidade com a sociedade de implementar práticas ambientalmente sustentáveis, mas essas práticas não precisam estar em desacordo com os objetivos do negócio. Na verdade, a sustentabilidade ambiental feita corretamente deve alinhar os lucros com as pessoas e o planeta.

Agora sabemos que o consumo irrestrito tem um impacto significativo no bem-estar humano. À medida que o PIB aumenta, também aumenta nosso uso de energia, levando a ambientes mais poluídos e recursos naturais esgotados. 

Mas isso não significa que as empresas não possam ser bem-sucedidas e sustentáveis. Algum crescimento funciona em sintonia com a sustentabilidade. As empresas de energia renovável representam uma fonte de novos empregos. Usar menos energia e plástico na produção representa uma oportunidade de aumentar as margens de lucro. 

Essa mentalidade exige uma visão de longo prazo e consideração pelos impactos ambientais nas análises de custo-benefício das empresas, mas alcançar esse alinhamento é um investimento em uma economia futura onde os negócios possam prosperar.

ESG e Sustentabilidade Ambiental

Os termos “ESG” (Ambiental, Social e Governança) e “sustentabilidade” são usados de forma intercambiável, especialmente quando se trata de benchmarking e divulgação de dados.

Sustentabilidade é um termo abrangente para muitos conceitos verdes e responsabilidade corporativa, enquanto ESG se tornou o termo preferido para investidores e mercados de capitais. 

A indústria pode ter começado com esforços de sustentabilidade, mas evoluiu para incluir práticas ESG, desempenho, relatórios e relevância para oportunidades de capital. 

Os dados oferecidos pela ESG ajudam a ter uma visão mais ampla do retorno relacionado aos riscos. A ênfase em todos os três pilares ajudou na mudança na forma como as empresas medem e divulgam seu desempenho.

Conclusão

Sobre o que é sustentabilidade ambiental podemos dizer que o crescimento exponencial da população levou ao aumento da agricultura, o que leva a maiores emissões de gases de efeito estufa e desmatamento. O crescimento industrial e tecnológico significa que precisamos de mais energia do que nunca. 

Podemos dizer que a sustentabilidade é o poder de fazer com que as necessidades atuais possam ser cumpridas, sem que essas comprometam futuras gerações.

São três pilares que compõem a sustentabilidade, sendo eles o ambiental, o social e o econômico.

Existem muitos conceitos que buscam explicar o que é sustentabilidade, porém todos esses têm como origem a ideia de que o sustentável está ligado a proteção do planeta e seus ecossistemas.

A sustentabilidade só pode ser alcançada a partir do desenvolvimento sustentável, ou seja, um recurso explorado de forma correta, terá condições de também ser explorado por outras gerações no futuro.

Para que possamos entender melhor o que é a sustentabilidade, devemos a princípio entender o que são esses três pilares que formam a ideia.

No entanto, nosso planeta está chegando a um ponto de ruptura. Estamos começando a ver as consequências do aquecimento global em ecossistemas e comunidades. 

É por isso que agora, mais do que nunca, as empresas precisam investir em práticas ambientalmente sustentáveis e socialmente responsáveis, como o uso de energia limpa e o pagamento de salários dignos, para garantir um futuro habitável.

Portal de notícias atualizado diariamente para você. Nossa curadoria de conteúdo é pensada exclusivamente para informar e entreter nossos leitores diários. Tenha a certeza de que em nosso portal de conteúdo, você terá sempre a melhor fonte de informação a sua disposição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × cinco =