O que é marketing de massa e como usar essa estratégia no varejo

Para entender o que é marketing de massa, primeiramente, é preciso saber que são esforços concentrados para a promoção e venda de produtos visando o mercado de consumidores de forma abrangente. 

O marketing de massa atua em um mercado em que existem muitos clientes com necessidades comuns, ou seja, se direciona para um grande público.

Nesse caso as empresas veem os consumidores no mercado como tendo necessidades e desejos homogêneos. Assim, para vender um produto, eles têm apenas uma estratégia de marketing, atingindo os clientes de forma “massificada”. 

Contudo, com o movimento e desenvolvimento do marketing diferenciado, muitas ações do marketing de massa diminuíram, perdendo a força, principalmente com o movimento de negócios de nicho. 

A empresa divide o mercado em vários segmentos, possibilitando a reflexão sobre a variação de gostos e desejos entre os clientes para a estratégia mais recente. 

No entanto, ainda existem práticas, ensinamentos e vantagens que o modelo de marketing em massa pode proporcionar. 

Assim, é preciso considerar que os consumidores de um segmento, como o de locação de impressoras, têm necessidades e desejos homogêneos. No entanto, eles são heterogêneos em alguns aspectos.

Ainda assim, tendo esse conhecimento da necessidade, algumas campanhas podem ser feitas considerando atingir uma parcela maior de potenciais clientes, criando ações massificadas para um objetivo comum, como é o caso de promoções.

A empresa, então, pode visar diversos segmentos de mercado e adaptar as ofertas de acordo com as características de demanda de cada segmento, ou, para a ação de massa, identificar os pontos comuns desses nichos para atingi-los de forma intensa em campanhas determinadas.

Ou seja, há uma mescla do marketing de massa com a compreensão das necessidades dos nichos de públicos, aliando os benefícios de ambas ações.

Definição sobre o que é marketing de massa

O marketing de massa é uma estratégia de mercado cujo objetivo é atrair a maior parte do mercado, ignorando as diferenças demográficas de nicho, a fim de atingir o maior número possível de clientes em potencial. 

Essa estratégia de marketing concentra-se em grandes volumes de vendas a preços mais baixos, tradicionalmente usando canais de mídia diversas, como:

  • Banners e cartazes;
  • Jornais e revistas;
  • Impressos e folhetos;
  • Marketing digital;
  • Outdoor e busdoor;
  • Rádio e televisão.

A ideia principal é obter a máxima exposição dos produtos e serviços de uma empresa, seja de gestão condominial ou outros serviços/produtos.

Essa estratégia de grande cobertura de mercado é o oposto do marketing de nicho e busca atrair todos os clientes, independentemente da segmentação, oferecendo produtos úteis a uma ampla variedade de consumidores com necessidades diferentes, encontrando o ponto comum da necessidade relacionado ao produto ofertado.

O marketing de massa é mais eficaz quando usado para anunciar produtos que são considerados necessidades, ou seja, bens de consumo que um grande número de pessoas tem interesse e garantia de comprar de qualquer maneira. 

Além disso, pode ser usado para expandir o alcance em promoções específicas.

Ao construir o reconhecimento da marca por meio de anúncios memoráveis, o marketing de massa visa alterar o comportamento dos consumidores para que eles sejam direcionados para o produto que está sendo comercializado, podendo ser uma cordoalha de aço ou um sabão em pó. 

Ao produzir bens que são necessários para um grande mercado e oferecê-los a preços competitivos, uma estratégia de marketing de massa aumenta o potencial de vendas de alto volume, enquanto reduz os custos de fabricação por meio da produção em grande quantidade. 

Os produtos comercializados geralmente praticam a obsolescência para reduzir o custo de produção e garantir que os consumidores tenham de voltar e comprar o produto novamente. 

O mercado também pode ser direcionado a um serviço que é necessário de forma constante, por diferentes perfis, como transportes e telefonia, visando o volume e/ou o relacionamento a longo prazo.

Em relação aos produtos, geralmente são materiais considerados de necessidade básica, itens que os clientes compram regularmente depois que se desgastam ou se esgotam. 

Como as empresas fazem marketing de massa?

No marketing de massa, a empresa não conhece segmentação. A percepção deles é que o mercado é homogêneo na necessidade sobre aquele item.

Assim, é importante adequar um produto de acordo com as necessidades dos consumidores em “diferentes segmentos”.

Com isso, as empresas devem ter estratégias orientadas para a produção de climatizadores evaporativos, por exemplo, em alto volume e uma divulgação que também possa alcançar mais pessoas.

Para isso são utilizadas técnicas de marketing de grande alcance, visando os melhores consumidores, em vez de técnicas específicas de marketing de segmentação.

Essa estratégia pode aumentar o volume de vendas para suportar maior rentabilidade, ou seja, quanto maior eficiência, menores os custos unitários, melhorando o lucro.

As empresas podem reduzir os preços de venda em relação aos concorrentes, e assim aumentar a demanda pelo produto e a receita.

Exemplos de marketing de massa

Os provedores de telecomunicações usam campanhas publicitárias em massa para aumentar a base de clientes para serviços. 

Além disso, uma grande quantidade de produtos de uso do dia a dia são comercializados em massa.

Desodorantes corporais e muitos produtos de higiene pessoal usam essas técnicas de marketing. Os fabricantes de bebidas, como sucos e refrigerantes, também são excelentes exemplos de mercado de massa.

Muitas financiadora de carros também utilizam o marketing de massa veiculando comerciais na TV, colocando anúncios em revistas e divulgando os produtos em outros canais, como redes sociais e outdoors das cidades. 

Afinal, os diferenciais dos produtos são vistos no detalhe no momento da compra, neste caso sim sendo mais direcionado.

O setor de varejo vende grandes volumes de bens de consumo em muitas categorias diferentes.

Eles geralmente são baratos e, invariavelmente, estão disponíveis a preços com desconto, principalmente devido ao amplo poder de compra dos varejistas.

Os anúncios de TV, por exemplo, podem ser exibidos durante o ano todo, alcançando públicos mais diversos e promovendo o objetivo de atrair muitas pessoas.

Deste modo, ao promover a publicidade em massa é preciso considerar a amplitude de comercialização do produto ou a necessidade de volume na atração, avaliando também o investimento necessário.

Vantagens do marketing de massa

A publicidade para o mercado de massa tem uma grande vantagem em termos de eficiência de custos e eficácia das operações.

As mensagens publicitárias distribuídas nos meios de comunicação de massa, como a mídia de transmissão, rádio e TV, e impressa, podem atingir milhões em um único programa que fala sobre assistência técnica informática.

Além disso, ganhos de eficiência de escala podem reduzir o custo de distribuição de um produto ao mercado, possibilitando uma maior entrega.

Como as mensagens são claramente declaradas nos esforços de marketing, uma imagem de marca forte se torna mais visível.

Contudo, embora o marketing de massa possa aumentar o reconhecimento da marca e colocar o produto ou serviço da empresa no mercado, é importante medir todos os dados da empresa constantemente de modo a entender a eficácia da ação, curva de consumo e retornos obtidos.

Insights orientados por dados permitirão que os profissionais de marketing criem campanhas publicitárias melhores, mais envolventes e eficazes para alcançar os clientes em potencial.

Desvantagens do marketing de massa

Embora o marketing de massa seja geralmente empregado, é preciso ter atenção a alguns aspectos e desvantagens que podem impactar as ações para alcançar o mercado.

Isso porque, cada vez mais, os consumidores buscam por segmentação e identificação com as marcas que consomem, desaprovando as soluções de “tamanho único”. 

Por conta disso, buscam soluções mais específicas do que aquelas oferecidas como parte de campanhas de marketing de massa.

O marketing de massa não adapta os produtos de acordo com os gostos do consumidor e requisitos únicos.

O impacto da cultura e da localização, na forma como os clientes recebem mensagens publicitárias, é outra desvantagem do marketing de massa.

Os custos de produção de spots publicitários e o custo de colocar esses anúncios no rádio, na imprensa e na televisão significam que essa estratégia geralmente exige um grande orçamento de marketing.

Devido ao alto custo das campanhas de marketing de massa, a estratégia geralmente gera um ROI (Return Over Investiment), o retorno sobre investimento, menor do que outros esforços de marketing, apesar do potencial em gerar um alto volume de tráfego e vendas.

Por isso, deve ser bem avaliado e direcionado à solução proposta, de modo a atrair mais pessoas para a marca, melhorando o retorno.

Experiência do cliente

À medida que o uso da internet aumentou ao longo dos anos, as campanhas de marketing de massa precisaram se adequar para manter a efetividade e possibilitar uma boa experiência integrada a outros modelos – convergindo ações físicas e de massa a ações mais segmentadas com o digital. 

Isso ocorre porque as plataformas online possibilitaram um movimento de aproximação entre clientes e empresas, valorizando relações personalizadas e direcionadas.

Com isso, o marketing de segmentação ganhou força, se adaptando a segmentos diversos, desde grandes multinacionais até escolas especializadas em cursos profissionalizantes. Mais ainda, a prova social ganha mais força. 

Assim a integração entre os ambientes físicos e online se mostra fundamental para o sucesso das estratégias, partindo de ações de massa para o marketing de segmentação.

Conclusão

O marketing de massa pode ser extremamente eficaz para impulsionar novos produtos ou serviços, aumentando o reconhecimento da marca e promovendo clientes fiéis. 

Antes que se decida implementá-lo em uma estratégia de marketing, é preciso se certificar quanto a avaliação de demanda por um determinado produto, dando prioridade para materiais de uso mais intenso e amplo, como materiais de necessidade básica, obtendo o máximo retorno do investimento. 

Assim, é uma questão de encontrar a estratégia certa para a marca, seja uma fabricante de piso de concreto polido ou uma concessionária de veículos.

Com isso, se torna possível colocar a campanha efetiva de marketing em prática, seguindo um planejamento apropriado, seja uma ação unicamente de massa ou que, visando ações atuais, integre o marketing segmentado para otimizar os resultados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Portal de notícias atualizado diariamente para você. Nossa curadoria de conteúdo é pensada exclusivamente para informar e entreter nossos leitores diários. Tenha a certeza de que em nosso portal de conteúdo, você terá sempre a melhor fonte de informação a sua disposição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito − quatro =