Frutas que o gato pode comer

Conheça as melhores opções que podem ser oferecidas ao companheiro felino

A alimentação é um dos pontos mais importantes para garantir a saúde e o bem-estar dos gatos. Por isso, os seus tutores se preocupam em fornecer para eles uma dieta equilibrada e uma ração de gato de qualidade, garantindo todos os nutrientes que eles precisam. 

Contudo, uma das dúvidas mais comuns que os donos têm neste tópico é sobre quais as frutas que os gatos podem comer, visto que não são todas que fazem bem para eles. Abaixo, confira algumas das opções mais indicadas e os benefícios que elas oferecem para o organismo do seu pet.

Melancia

Uma das melhores opções para o seu companheiro felino é a melancia. Composta majoritariamente por água, ela é uma fruta refrescante e suculenta que, além de alimentá-lo, irá ajudar na hidratação do felino – algo ainda mais importante para os animais que não têm o hábito de beber água com regularidade.

Além da hidratação, a melancia oferece outras vantagens para o organismo do animal. Ela é uma fruta rica em licopeno, vitamina C e outros nutrientes que fazem bem ao coração. Também é rica em potássio, que ajuda a aprimorar as funções musculares do animal. A única preocupação que o tutor deve ter é oferecer a fruta sem sementes para o animal.

Melão

Outra escolha interessante para oferecer ao gato é o melão, uma alternativa que também tem muita água em sua composição e ajuda na hidratação do animal. Além dessa vantagem, ele também se destaca por ajudar na prevenção de problemas inflamatórios, fortalecer a imunidade e melhorar a digestão do felino.

Pera

Para quem quer oferecer uma fruta rica em fibras para o seu pet, a pera é uma das frutas indicadas. Além de ser saborosa e suculenta, ela faz com que o gato tenha uma sensação de saciedade após comê-la, aspecto que colabora para manter a alimentação do gato equilibrada, prevenindo que ele coma em demasia e, com isso, ganhe mais peso do que o necessário.

Ela também possui boa quantidade de vitamina C em sua composição. No entanto, assim como a melancia, deve ser servida sem sementes e caroços ao animal.

Maçã

Essa é uma das melhores frutas que podem ser oferecidas ao seu companheiro felino. Ela tem um baixo teor de gordura e alto teor de fibra e, assim como a pera, é uma opção que controla o peso do animal e aprimora o metabolismo do organismo.

Ela também é uma fruta rica em vitaminas A e C, nutrientes que fazem a manutenção dos tecidos e ossos do felino. Entretanto, vale as mesmas recomendações sobre retirar as sementes, já que elas têm ácido cianídrico, capazes de provocar reações no organismo do gato.

Morango

Mesmo sendo uma fruta cítrica, o morango é uma das opções que podem ser dadas aos gatos. A sua composição apresenta fontes de antioxidantes, responsáveis por fortalecer o sistema imunológico do gato. Ela também é uma fruta rica em vitamina C, que ajuda no combate à anemia (por melhorar a absorção do ferro) e na cicatrização.

Para facilitar o consumo da fruta, uma dica interessante é oferecê-la em pedaços com algumas colheres de iogurte desnatado, um aperitivo que tornará o lanche ainda mais agradável para ele.

Quais frutas evitar?

Também existem frutas que podem fazer mal ao animal e, por isso, devem ser evitadas. Entre elas, é possível citar o abacate, cerejas, caqui, uvas e frutas cítricas como laranja, kiwi e limão.

Caso o gato consuma algumas delas sem querer, o recomendado é que o tutor leve o animal até uma clínica veterinária para fazer uma checagem. Algumas reações podem não ser imediatas, mas podem acontecer após algumas horas, por isso, é importante procurar ajuda de profissionais.

Como oferecer frutas para gatos?

Caso o animal não tenha o costume de ingerir frutas, a inserção delas na dieta do animal deve acontecer de maneira gradual. Para isso, o dono deve começar oferecendo apenas uma fruta por vez, sempre em pequenas porções para evitar uma rejeição por parte do gato.

Outra tática interessante é misturar uma pequena quantidade da fruta com a ração, de forma que ele se acostume com o sabor dela aos poucos. No entanto, o tutor deve ter atenção: as frutas nunca devem ser a principal fonte de alimentação do gato, mas sim um complemento para a dieta deles.

Portal de notícias atualizado diariamente para você. Nossa curadoria de conteúdo é pensada exclusivamente para informar e entreter nossos leitores diários. Tenha a certeza de que em nosso portal de conteúdo, você terá sempre a melhor fonte de informação a sua disposição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito + 18 =