Como engajar os colaboradores no home office

Com o início da pandemia em março de 2020 e a obrigação do isolamento social, diversas empresas se viram obrigadas a adotar o home office – o trabalho remoto.

De acordo com a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise covid-19, em um estudo liderado pela Fundação Instituto de Administração (FIA), em julho de 2020, foram 46% empresas que adotaram esse regime, com base em 139 companhias pelo Brasil.

Contudo, dessa porcentagem, 67% informou dificuldades para lidar com o novo modelo de trabalho, por diferentes motivos, inclusive a adaptação das atividades, desde  transportadoras em Ribeirão Preto até serviços de consultoria, que precisaram migrar.

Pensando nisso, preparamos um artigo para explicar as dificuldades impostas no home office e apresentar algumas dicas para o engajamento dos colaboradores nesse sistema, mantendo-os animados e alinhados culturalmente.

O que é engajamento?

Antes de explicarmos como engajar os colaboradores no home office, é importante entendermos o que significa o termo “engajamento”. Essa palavra nada mais é que o ato de motivar indivíduos para realizarem uma determinada ação.

É comumente usada em reuniões de empresa para tratar sobre ações feitas para engajar os clientes. Seja para comprar porta de enrolar automática, uma pizza no fim de semana ou acessar um conteúdo no blog da marca.

As questões do engajamento não se encontram apenas na relação entre gestores e clientes. Quando se trata de colaboradores dentro do espaço de trabalho, o engajamento também deve ser pensado pelo supervisor ou dono da empresa.

Para percebermos um colaborador como uma pessoa engajada, ele precisa estar interessado ou envolvido na realização da ação, possuir algum nível de presença física ou emocional com a empresa ou serviço, e estar absorvido ou com total atenção em algo.

O mesmo se fala sobre o cliente. Aqui podemos adicionar o comportamento de um cliente fidelizado, que divulga a marca para novos clientes e passa a comprar novamente, seja um projeto de tubulação industrial ou um bolo caseiro.

Quando falamos do engajamento de uma equipe, ele se torna ainda mais importante, pois o nível de engajamento corporativo pode influenciar diretamente no crescimento de uma empresa.

Um colaborador engajado não sente somente o seu trabalho se tornando produtivo, como pode atingir todos os membros da equipe, afetando intelectualmente e emocionalmente a organização de trabalho.

O papel do endomarketing no engajamento

Para alcançar um bom nível de engajamento, existe o endomarketing: estratégias com o objetivo de premiar e valorizar os colaboradores de uma empresa, seja ela uma fábrica de selante para radiador ou um supermercado.

Quando falamos em premiações, podemos começar mencionando alguns itens que podem ajudar na motivação e fortalecer o time como um todo:

  • Ofereça bônus, comissões e incentivos similares;
  • Coloque campanhas de conscientização em prática;
  • Crie grupos de trabalho, em redes sociais ou na intranet;
  • Invista em eventos para o público interno, como happy hour

Essa é uma das práticas do endomarketing que são possíveis de serem aplicadas no ambiente de trabalho, seja ele com foco em comunicação, publicidade ou uma empresa de Pinturas industriais.

Fora esse requisito, podemos comentar outros princípios do endomarketing. Também conhecido como marketing interno, ele pode ser dividido em três pilares. Vamos nos aprofundar um pouco nele agora.

Os três pilares do endomarketing

Os três pilares do endomarketing podem ser divididos em: ações estratégicas, ações motivacionais e ações de apoio à gestão. Elas devem ser pensadas e colocadas em prática numa parceria entre gestores e RH.

As ações estratégicas são aquelas pensadas para atingir metas, sejam de produtividade ou entrega de relatórios.

As ações motivacionais possuem como objetivo tornar o ambiente de trabalho melhor para fazer as tarefas e as de apoio à gestão visam um entendimento sobre o papel dentro da empresa.

Para a aplicação de estratégias de marketing você deve primeiramente conhecer os seus colaboradores: quais são os objetivos e necessidades de cada um? Um mapeamento profissional é indicado para esse processo, além de uma conversa com o RH.

Feito isso, é importante determinar alguns objetivos que se deseja alcançar ao engajar o colaborador, por exemplo, reduzir turnover ou estimular novas lideranças.

Novamente, não importa o ramo, da realização de laudo técnico elétrico da equipe responsável por esse setor ou da melhoria no time de design.

Os objetivos podem ser diversos. Pense em aumentar a produtividade dos funcionários como um todo ou melhorar a comunicação entre eles. Outra possibilidade é fazer com que a sua marca seja uma potência empregadora, para obter mais candidaturas.

Nessa jornada, você pode começar a planejar algumas premiações, como os exemplos que mencionamos no tópico anterior. 

Por fim, é hora de mensurar os resultados e acompanhar constantemente o crescimento da empresa a partir do endomarketing.

Os desafios do home office

Quando pensamos no cenário do home office, logo vem a mente passar mais um tempo com a família, maior flexibilidade e pouco descolamento. Contudo, alguns obstáculos e desafios também aparecem no cenário do trabalho remoto.

Entre eles, o colaborador deve enfrentar a falta de integração com a equipe, tendo apenas a visão do computador, mesinha e quarto como locais de trabalho. Há também a dificuldade de se concentrar e se manter produtivo no ambiente familiar.

Trabalho 24 horas

Um dos motivos que também dificultam um bom trabalho em home office é a dificuldade que o trabalhador tem de se desconectar da rotina corporativa. 

O colaborador acaba ficando disponível 24 horas por dia, com forte impacto no rendimento e na saúde mental.

Solidão

Lidar com a solidão e a distância dos colegas também é um fator que aflige diretamente o trabalho remoto. 

Se houver sobrecarga de trabalho, influenciando afazeres de casa, por exemplo, a chance de desenvolvimento de sintomas como estresse e ansiedade é alta.

FOMO

O Fear of Missing Out – Medo de perder oportunidades – tende a impactar trabalhadores em regime de home office quando esses não conseguem participar de atividades como happy hour ou aniversários da firma.  

Nesse sentido, a pessoa fica com um sentimento de não se sentir parte de um círculo de pessoas. 

Com o trabalho híbrido, recém implantado, isso tem diminuído, fazendo com que a pessoa frequente o local da empresa pelo menos uma vez no mês.

Falta de motivação 

Tudo isso tem a baixa motivação como principal impacto. 

Com o profissional sofrendo de diversas dificuldades que impactam a sua saúde mental, ele tende a não se sentir tão motivado a colaborar com o trabalho, entregando baixa produtividade também.

Como engajar os colaboradores no home office?

O engajamento dos colaboradores no home office é uma questão que preocupa tanto gestores quanto funcionários. 

Seja para agências de publicidade ou em uma empresa especializada em motoboy para entrega de documentos, algumas dicas são fundamentais para melhorar o engajamento da empresa.

Fortaleça a comunicação

A ideia é manter uma comunicação semelhante àquela do escritório, com algumas adaptações. 

Perguntas sobre o andamento do trabalho, sobre os processos das atividades, dificuldades, realizações de ligações virtuais para alinhar algumas questões são algumas alternativas.

Alguns grupos dentro de redes sociais como o Whatsapp e Slack também são ótimos para manter a comunicação entre os colaboradores da empresa. 

Tudo isso deve acontecer de forma natural e no final tende a manter o trabalhador mais próximo da empresa e do trabalho.

Reconhecimento do trabalho

Lembra das premiações que comentamos mais acima? Aqui é a mesma lógica. 

O reconhecimento é feito com comentários sobre o bom trabalho feito pelo colaborador, de forma pública e bem objetiva.

Uma ideia é mandar um e-mail para compartilhar uma conquista com todos envolvidos na empresa. Isso tende a motivar o colaborador, mas também os colegas de trabalho, que buscam inspiração e aceleração nos processos.

Definição de horários

É comum que dentro do home office o trabalhador sinta que deve trabalhar durante muito tempo, com dificuldade para se desconectar das atividades. 

Nesse sentido, é ideal que o gestor estipule horários muito bem definidos para a sua equipe.

Além disso, não somente os horários de trabalho, mas os intervalos de descanso e almoço devem ser estipulados, sem fazer com que o colaborador passe da hora.

Forneça os equipamentos

Um grande reforço para a motivação da equipe de trabalho da sua empresa, seja a equipe focada no serviço de revestimento 3D para sala ou venda de lanches artesanais, é o fornecimento de equipamentos e trabalho.

Isso para que possam trabalhar da melhor forma e sem muitos gastos.

Nesse sentido, oferecer notebook e celular é ideal para manter o engajamento e a boa visão da marca. 

Também certifique-se de alinhar muito bem as ferramentas de compartilhamento dos arquivos e tire todas as dúvidas necessárias com a sua equipe.

Comece agora o engajamento do home office!

Depois de todas essas dicas e explicações, você está pronto para instalar uma nova cultura de home office dentro da sua empresa. 

Para realizar o processo de forma mais qualificada, lembre-se de realizar uma reunião com RH e pesquisar bem seu público e objetivo, de modo a definir quais estratégias serão aplicadas.Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Portal de notícias atualizado diariamente para você. Nossa curadoria de conteúdo é pensada exclusivamente para informar e entreter nossos leitores diários. Tenha a certeza de que em nosso portal de conteúdo, você terá sempre a melhor fonte de informação a sua disposição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × 1 =