BBB 22: ainda vale a pena ganhar 1,5 milhão?

O prêmio do BBB não é atualizado há 12 anos e assim como qualquer valor está sofrendo desvalorização

Com um salário mínimo atual de R$ 1.212, quem não gostaria de ganhar 1,5 milhão após passar três meses confinado? O prêmio do Big Brother Brasil é um dos grandes atrativos que levam as pessoas – especialmente os “pipocas”, ou seja, os não tão famosos – a aceitarem o desafio.

O prêmio, porém, seria ainda maior se fosse corrigido pela inflação e esse se fosse atualizado ao longo dos anos. Você já pensou sobre essa possibilidade e o que faria se tivesse essa quantia?

O prêmio do BBB

O Big Brother Brasil começou na TV brasileira em 2002 e desde então muitas foram suas edições de sucesso e que lançaram vários nomes para a fama – sejam aqueles que ganharam ou não.

Quem não conhece Sabrina Sato, Grazi Massafera e Jean Wyllys, por exemplo? Mesmo sem ganharem o tão cobiçado prêmio, esses nomes se estabeleceram na tv e na política e trilharam bons caminhos após o programa.

Com a entrada de famosos no BBB20, muitos se perguntaram se o prêmio é de fato mais importante ou se a imagem e oportunidades que a casa mais vigiada do Brasil dá para os indivíduos.

Quando falamos em prêmio, o BBB começou o programa, em 2002, pagando R$500 mil ao primeiro colocado. De lá para cá, o prêmio foi alterado apenas duas vezes. Na quinta edição houve a primeira mudança, para R$1 milhão e a partir da décima, o prêmio passou a ser R$1,5 milhão que permanece até agora sem reajuste.

Pensando em valores, mesmo que ele seja o mesmo a cada ano, não significa que o vencedor tem os mesmos ganhos, afinal, com a inflação e o poder de compra mudando com o passar do tempo, mesmo a alta quantia perde o seu valor.

Imagine ter R$1,5 milhão em 2010 e R$1,5 milhão em 2022? O quanto você imagina de bens que compraria no passado e quantos menos compraria hoje? Dá para perceber a diferença que o poder de compra impacta o dinheiro?

Segundo especialistas, durante esse período (2010-2022) houve inflação acumulada de 98,71%. Caso o prêmio desde então fosse corrigido pela inflação, ele teria de ser R$ 2.980.682,70, quase o dobro do valor atual.

Além de pensar na inflação, outra forma de comparar o prêmio é com o número de salários mínimos pagos na edição. Na décima, por exemplo, o vencedor ganhou por volta de 2.941 salários, que era de R$510.

Hoje em dia, com o salário a R$1212, o ganhador vai receber cerca de 1.237 salários. Tendo em vista que o salário sobe de acordo com o padrão de vida e poder de compra (ainda que seja muito defasado em relação à inflação e o poder real da moeda brasileira), dá para entender como o prêmio também segue desvalorizando.

Quando pensamos em moeda estrangeira, em 2010, o primeiro R$1,5 milhão do Big Brother, o dólar valia menos de R$2. Hoje em dia, ele ultrapassa R$5 e enfraquece o prêmio quando pensamos em compras de outras moedas.

Então, não vale a pena ganhar R$1,5 milhão?

Mesmo com a desvalorização do dinheiro nesses 12 anos de prêmio, dizer que não vale a pena ganhar o BBB e seu valor é um grande erro. Com a digitalização e mídias digitais, o vencedor ganha muito mais do que esse valor.

Além do prêmio, o escolhido pelo público tende a sair com contratos, presenças em eventos, publicidades e formas de fazer com que o valor cresça rapidamente. E claro, não apenas o vencedor, participar do BBB dá visibilidade e possibilidades para várias atuações e carteira.

Agora para o vencedor que sair com o R$1,5 milhão em sua conta, diversos são os investimentos para fazer esse valor render, como:

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um dos títulos da dívida pública brasileira disponíveis pelo Tesouro Direto. Esse consiste em um empréstimo ao Estado, que utiliza esses recursos para financiar seus gastos e investimentos.

Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver os valores corrigidos por uma taxa e em um prazo definido no momento da aplicação. A Selic tem o rendimento indexado à taxa básica de juros.

Segundo cálculos e projeções, em 1 ano na aplicação o ganhador teria R$1.610.595,19 e em dois, R$1.738.405,36.

Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é outro título do Tesouro Direto e esse tem objetivo captar recursos para que o Governo Federal faça investimentos em áreas como saúde e infraestrutura.

No caso do Tesouro IPCA, a rentabilidade é uma combinação de uma taxa prefixada, mais o indicador financeiro IPCA.

O simulador de investimentos da NuInvest aponta que no Tesouro IPCA, o prêmio de R$1,5 milhão aumentaria para R$1.617.113,24 em um ano.

LCI e LCA

A LCI, Letra de Crédito Imobiliário e a LCA, Letra de Crédito do Agronegócio são dois tipos de investimento em renda fixa isentos de Imposto de Renda, que costumam garantir retornos superiores ao da caderneta de poupança.

Quem compra esses papéis empresta dinheiro para uma instituição financeira e, em troca, recebe uma remuneração, ou seja, os juros durante o período em que mantiver os recursos aplicados.

Dados e projeções mostram que em ambos os investimentos o vencedor do BBB 22 teria em um ano, R$1.634.386,08. Já em dois, R$1.780.811,90.

Você já se perguntou o que faria com R$1,5 milhão? Mesmo com a desvalorização, ter um valor alto como esse pode ser um pontapé para muitos objetivos serem realizados e fazer com que o montante cresça ainda mais a partir de boas escolhas!

Portal de notícias atualizado diariamente para você. Nossa curadoria de conteúdo é pensada exclusivamente para informar e entreter nossos leitores diários. Tenha a certeza de que em nosso portal de conteúdo, você terá sempre a melhor fonte de informação a sua disposição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze − três =